TRT-SC participa do lançamento da plataforma da Rede de Inovação e Inteligência do Judiciário do CNJ

08/12/2020 18h19, atualizada em 08/12/2020 19h07

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou na manhã de segunda (7) a plataforma da Rede de Inovação e Inteligência do Judiciário. O ambiente virtual foi criado para promover a interação de pessoas e a cocriação com o propósito de desenvolver novos projetos e planos de ação relacionados à Agenda 2030. Isso tudo com o intuito de aperfeiçoar os serviços que o Judiciário presta à sociedade.

O evento de lançamento contou com a presença da conselheira Maria Tereza Uille Gomes, presidente da Comissão Permanente dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 2030 e coordenadora do Comitê Interinstitucional da Agenda 2030 e do Laboratório de Inovação, Inteligência e ODS (LIODS/CNJ).

captura de tela da videoconferência na qual aconteceu o lançamento


Também participaram os juízes coordenadores de laboratórios e centros de inteligência de vários tribunais. A Justiça do Trabalho catarinense foi representada pelo juiz de cooperação judiciária e coordenador do LIODS-TRT12, Roberto Masami Nakajo, que fez uso da palavra.

"A criação e lançamento da Plataforma representa a unidade do Poder Judiciário. Com tal Rede observamos que, tanto tribunais de um mesmo ramo, quanto os que atuam em ramos distintos, podem construir soluções e boas práticas de forma conjunta. É uma forma de cooperação e compartilhamento de conhecimento e soluções entre os laboratórios e tribunais", afirmou Nakajo.

Leia também:

 

Texto:  Carlos Nogueira
Secretaria de Comunicação Social - TRT/SC
Núcleo de Redação, Criação e Assessoria de Imprensa
secom@trt12.jus.br

Leia Também: